no brain, no pain.

27mar08

Puta merda. Estou cansada e a minha cabeça resolveu, para me ajudar, não descansar ¬¬ estou na pilha!

Trabalhei o dia inteiro (fazer o que se gosta também cansa). Fiquei com um sapato de salto e bico fino, das 07h30 às 23h15 e eu não tenho carro. Fiz a unha na hora do almoço, porque é o único tempo que me sobra para isso; borrei três dedos em menos de meia hora, mas mesmo assim adorei o dia! As cosias boas superaram e tudo estava lindo, gostoso, divertido e apaixonante…

Eis aí o erro. Não podemos esperar que a vida seja do jeito que a gente gosta e que as pessoas ajam ou pensem como a gente gosta que elas o façam. As diferenças… precisamos lidar com elas, sempre.

O que me dá coceira e insônia, é saber que a gente sempre desconta e cobra esses detalhes de quem a gente ama. Porra! Eles também são seres humanos, com lado A e lado B e que têm gostos e pensamentos pessoais. Individuais. Ninguém merece ser cobrado por aquilo que você não gosta. Foda-se você…

Assistam ao vídeo e se aprenderem uma fórmula instantânea, dêem um help aos mortais ;) [TED – Jill Bolte Taylor].

Meu corpo está pedindo a cama \o/ thanks god!



No Responses Yet to “no brain, no pain.”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s