no brain, no pain.

27mar08

Puta merda. Estou cansada e a minha cabeça resolveu, para me ajudar, não descansar ¬¬ estou na pilha!

Trabalhei o dia inteiro (fazer o que se gosta também cansa). Fiquei com um sapato de salto e bico fino, das 07h30 às 23h15 e eu não tenho carro. Fiz a unha na hora do almoço, porque é o único tempo que me sobra para isso; borrei três dedos em menos de meia hora, mas mesmo assim adorei o dia! As cosias boas superaram e tudo estava lindo, gostoso, divertido e apaixonante…

Eis aí o erro. Não podemos esperar que a vida seja do jeito que a gente gosta e que as pessoas ajam ou pensem como a gente gosta que elas o façam. As diferenças… precisamos lidar com elas, sempre.

O que me dá coceira e insônia, é saber que a gente sempre desconta e cobra esses detalhes de quem a gente ama. Porra! Eles também são seres humanos, com lado A e lado B e que têm gostos e pensamentos pessoais. Individuais. Ninguém merece ser cobrado por aquilo que você não gosta. Foda-se você…

Assistam ao vídeo e se aprenderem uma fórmula instantânea, dêem um help aos mortais ;) [TED – Jill Bolte Taylor].

Meu corpo está pedindo a cama \o/ thanks god!

Anúncios


No Responses Yet to “no brain, no pain.”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s