never give up.

02abr08

Era gostoso o e-mail matinal…

Era bom o beijo, o carinho, o afago e o abraço toda a noite, antes da aula. Cumplicidade sem tamanho, amor incondicional. Era um delícia! As ações imprevisíveis, o dialeto próprio, os apelidos exclusivos, o sorriso de ladinho, os planos, os sonhos….

Era bom, era lindo, era verdadeiro, era intenso e dividido. As caretas, os beliscões, as mordidas, humm. As cheiradinhas no pescoço, as lambidinhas na orelha, os apertões no nariz, as risadas, as gargalhadas, o sexo em qualquer lugar, o amor, era tudo bom. A vontade de dividir o mesmo espaço, respeitando o espaço um do outro. As viagens, as brincadeiras, as conversas… As nossas, só nossas, chatices. O espelho. Espelho é uma boa definição; o igual oposto. As diferenças…

Muitas coisas a gente não precisava nem explicar, um olhar já falava tudo. Ninguém mais entendia…só nós. Era olhar e sorrir.

E as transmissões de pensamento? Eram constantes, era gostoso, dava até medo, eu dizia que tinha medo…eu penso que elas ainda existem. Será? Dói.

Por que a dor sufoca?

Alguém aí sabe o que é sentir seu coração? Deve ser assim que uma grávida sente o bebê dentro da barriga e deve ser assim também que uma pessoa sente uma bala dentro do corpo.

Talvez seja assim que o aquário sinta o peixe e que o mundo sinta a nós.

Anúncios


5 Responses to “never give up.”

  1. 1 Ana Maes

    É engraçado, a gente julga as pessoas sem mesmo conhecer. Antes eu te via lá na facul e não gostava de ti, por nenhum motivo , até por que a gente nunca conversou. Mas ai tirei pra ler os teus post e até me indentifiquei. E percebi e entendi qual é o teu jeito e gostei.
    E quanto ao post de hoje, até parecia a minha história, acho que todos os casais passam por isso, a parte boa. Já senti essa dor, mesmo que por 1h, e já foi o suficiente pra faltar todo o ar do mundo, e todas as minhas lágrimas secar.Só digo o que você já disse, nunca desista .
    =*

  2. 2 Manu

    Sim Re….sei o que é sentir o coração e olha que já me atingiu muitas vezes, contudo, aprendi a dar a volta por cima e pensar em mim. Seja egoísta. Faça o que gosta. Escute os sentimentos. Chore. Sorria. Espernei. Grite. Perdoe. Ame. Mas jamais te esqueças. Somos responsáveis por nós mesmos. Se estiveres bem, refletirás para quem estiver ao redor. Dá certo…olha que um pouquito de experiência já tenho…em agosto serei uma balzaquiana.
    beijoca

  3. 3 Renata Tomasi

    Ana!
    Já ouvi isso mais vezes…as pessoas não costumam ir com a minha cara mesmo :X e eu acho que nunca vou entender o porquê. Nem eu e talvez, nem elas! hehe
    Mas é muito legal ler tudo isso, viu? É bom saber que eu ganhei uma nova leitora!
    É uma pena ver a identificação nesse post =/ essa dor sufoca mesmo. Você resumiu tudo: falta todo o ar do mundo! Mesmo que você esteja embaixo de uma árvore, né?

    ;**

  4. 4 Renata Tomasi

    Manu…
    A sua doçura mesclada com a sua alegria e “loucura”, é contagiante!
    Eu queria ser egoísta e dizer foda-se; vou passar um trator em cima disso e construir uma rua beeem linda para eu desfilar! Mentira…eu só falo ;X
    Mas a gente aprende!
    Esse coração…está inquieto demais para o meu corpitcho.

    Beijão, balzaquiana mirim!

  5. 5 Renata Tomasi

    “Escute os sentimentos. Chore. Sorria. Espernei. Grite. Perdoe. Ame.”

    Você me traduziu…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s